O Juiz cassou MINHA PALAVRA, e agora?

simples assim.
……inteligente, silenciei por 60 segundos e fiquei observando o Juiz. Logo em seguida, pedi a palavra, que não me foi dada. O absurdo e abuso estava ali recomeçando.
Então decidi falar sem permissão e continuei falando, mas desta vez sem parar.
Imagina como foi esta audiência….

Sugestão: domine o assunto, esteja sempre seguro e entenda quais são seus direitos, como advogado principalmente.

Tenha inteligencia emocional para lidar com essas situações. Você deve ser o mais inteligente neste momento (de descontrole emocional) e precisa ter o controle nessas situações, afinal, quando alguém quer lhe cassar a palavra, porque mais seria?

Vou ser bem claro aqui: a palavra da defesa é exercício regular de direito. Doa a quem doer, respeitados os limites éticos, a defesa tem a palavra. E deve fazer uso dela sempre que se fizer necessário. Mesmo a contragosto de algumas autoridades.

Não há “meu tribunal”, “minha sala de audiência” ou “minha cidade”, mas muitos pensam assim. e qual o papel que cabe ao advogado?
Manifeste-se contra esses absurdos que, lamentavelmente, ocorrem em fóruns de todo o país.

As regras do jogo devem sempre ser observadas, não importando o lugar que se ocupe,

Cassar a palavra da defesa é algo que não se sustenta num Estado Democrático de Direito. A manifestação interventiva é prerrogativa profissional e há de ser respeitada.

Que os advogados lutem pela efetivação desse direito. Basta de arbitrariedades.

Sua palavra já foi cassada?
Como foi que reagiu?
Se ainda não foi, já sabe como reagir?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *